A principal razão porque nós rejeitamos o Calvinismo

 

Por Roy Ingle

Eu vi recentemente algumas postagens de blogs calvinistas sobre o porquê das pessoas rejeitarem o calvinismo. Um blogueiro calvinista declarou que a razão real que as pessoas rejeitam o calvinismo é porque nós somos orgulhosos e queremos crédito por nossa própria salvação.
Esse é realmente o caso dos Arminianos tais como eu? Eu rejeito o calvinismo porque eu sou orgulhoso e quero dividir a glória com Jesus por Ele me salvar na cruz?
A verdadeira razão que nós, os Arminianos, rejeitamos o calvinismo é o caráter de Deus. Não é o nosso orgulho. Não é o nosso amor ao livre arbítrio ou qualquer outra zombaria. É simplesmente que nós encontramos o caráter de Deus ser amoroso e bom na Bíblia (como os calvinistas concordariam) e do que nós cremos que Ele nos criou a sua imagem (Gênesis 1.26-27). Mais, o livre arbítrio não flui do homem ser arrogante ou ser o centro de nossa teologia, mas de nossa visão que Deus nos criou com a capacidade de sermos agentes morais livres que, por meio de sua graça, escolheu amá-lo e adorá-lo. Um relacionamento forçado não é um relacionamento de amor. Eu amo a minha esposa ternamente e eu não a forcei a me amar. Eu a cortejei com o meu charme e boa aparência, ou talvez o meu dinheiro. Desejo. Não foi nada disso. Quando eu a pedi em casamento, ela disse sim pelo seu amor por mim e não porque eu a empurrei ou a forcei de maneira que ela não poderia fazer nada. Ela escolheu casar comigo e eu escolhi casar com ela.
Essa é a verdade da Igreja também. I Coríntios 6.20 diz que Jesus nos redimiu e nos comprou com seu próprio sangue (Atos 20.28; cf. João 10.11). Paulo advertiu em II Coríntios 11.2-4 que Ele havia prometido aos Coríntios um esposo, Cristo. Cristo é o nosso Salvador e Senhor e Ele é o nosso Redentor. Nós o amamos porque Ele nos amou primeiro (I João 4.10). Nós o amamos e o seguimos não por uma chamada “interior” que nós não poderíamos fazer o contrário, mas nós o seguimos porque nós o amamos e desejamos segui-lo (João 1.12-13). A natureza de Deus é vista em João 3.16, que Ele verdadeiramente ama o mundo e deseja salvar o mundo por meio de Cristo (I Timóteo 2.3-4; I João 2.2). Nós cremos que Deus demonstra seu grande amor por nós com a doação de seu Filho (Romanos 3.22-27; 5.1; 10.13; Efésios 2.8-9; I Timóteo 4.10). Todos aqueles que se apropriam da obra de Cristo são os seus eleitos. Aqueles que rejeitam a Cristo são os perdidos (Marcos 16.15-16).
A linha fundamental é que nós rejeitamos o calvinismo não por causa do orgulho humano, ou que nós queremos crédito por nossa salvação. Ao invés, nós rejeitamos o calvinismo por causa da natureza de Deus. O determinismo divino de Deus no calvinismo é de um Deus que não somente controla todas as coisas, mas também é a causa de todas as coisas, inclusive do pecado. Se a visão calvinista da soberania de Deus está correta, Deus torna todas as coisas certas para a sua própria glória e propósito, incluindo o pecado. Como isso não faz Deus o autor do pecado quando a Escritura diz claramente que Ele não é (Tiago 1.12-15)? Além do mais, o determinismo de Deus não faz o homem livre de maneira nenhuma. O Homem faz o que Deus predestinou pra ele fazer, seja para louvá-lo (parece que é pouco em comparação) ou para rejeitá-lo. Como o Dr. Olson declarou, não existe muita diferença entre Deus e o Diabo, a não ser que o Diabo quer matar a todos, enquanto Deus quer matar a maior parte. Não me admira que essa visão de Deus, como disse João Wesley, faz o nosso sangue ferver.
Eu amo os calvinistas. Eu rejeito o calvinismo. E posso amar os calvinistas enquanto posso rejeitar a teologia deles. Deus não nos salva porque nós abraçamos o arminianismo ou o calvinismo. Ele nos salva pela sua graça. Paulo deixa isso claro em I Coríntios 1.10-17, que divisões não são benéficas à causa de Cristo. Divisões quebram a oração de Jesus em João 17.20-22. Divisão, segundo Romanos 16.17 é um sinal de rebelião. Eu não me dividiria do meu irmão ou irmã calvinista, que está apaixonado por Cristo e seu reino por questões relacionadas a arminianismo e calvinismo. Nós somos salvos somente por meio da fé em Cristo e não por nossos sistemas teológicos.

Tradução Walson Sales

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s