O Calvinismo Evangélico é compatível com a Livre Oferta do Evangelho?

Por Paulo Cesar Antunes
O Calvinismo Evangélico defende a Livre Oferta do Evangelho para todos, eleitos e não eleitos, ao mesmo tempo em que defende a Eleição, Expiação e Graça limitadas aos eleitos.
À primeira vista, parece difícil, senão impossível, harmonizar essas crenças. Por exemplo, se Deus não fez provisão para a salvação dos não eleitos, como pode haver uma oferta sincera de salvação para eles?
O calvinista, no entanto, acredita que é possível harmonizá-las. Ele responde que Deus oferece salvação a todos, eleitos e não eleitos, sob a condição de que eles creiam, e caso fizerem exatamente isso, é certo que Deus efetuará a sua salvação. Ele conclui, então, que a oferta de salvação é sincera.
Um novo problema surge de imediato. Os não eleitos são incapazes de crer, e não parece haver sinceridade numa oferta que requer uma ação de alguém que está impossibilitado de executá-la.
Seria zombaria de minha parte se eu oferecesse um copo de água a um paralítico sedento sob a condição de que ele venha andando pegá-lo.
Mas tal problema tem solução. Como o ser humano causou a sua própria incapacidade, não é nenhuma zombaria exigir o que ele deve [mas é incapaz de] fazer.
O grande problema, na verdade, é outro. Estamos vivendo sob a graça e a salvação é oferecida nesta base.
Se Deus está oferecendo salvação aos não eleitos sob a condição de que eles creiam, e eles devem fazer isso sem qualquer auxílio da graça de Deus, isso já não é mais salvação pela graça, mas significaria, no final das contas, que Deus está oferecendo salvação parcialmente pelas obras aos não eleitos. O Evangelho não ensina isso.
O calvinista responde que ao não eleito é concedida graça comum, e se ele fizer bom uso dessa graça, Deus irá conceder graça especial também.
Mas visto que Deus não tem pretensões salvíficas na concessão da graça comum, essa resposta não ajuda em nada. Permanece o fato que os não eleitos devem fazer sua parte para só então Deus fazer a sua.
Isso é Semipelagianismo.
Portanto, a conclusão só pode ser que o Calvinismo Evangélico é incompatível com a Livre Oferta do Evangelho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s